quinta-feira, 21 de abril de 2011

ESQUECI


Esqueci seu sorriso
nas minhas lágrimas

Esqueci sua voz
no tamanho da minha dor

Esqueci os seus gestos
na amargura da solidão

Esqueci os seus passos
no vazio da minha estrada

Esqueci seus poemas
sobre o banco do jardim

Esqueci...
Assim... deixei ali... e saí.

Amélia de Morais

.

Um comentário:

  1. De tanto pensar também se esquece! (Mas só quando queremos...)

    ResponderExcluir